holidays-portugal.eu
  • English
  • Français
  • Deutsch
  • Português
Google Map

>

Braga

A construção da "Bracara Augusta", sede jurídica romana, iniciou-se em 27 a. C. no Império de Augusto. Integrou então as vias do Império que atravessavam a Península Ibérica, comunicando com Roma, o que comprova a importância da cidade no território. Em 216, o Imperador Caracala elevou-a a capital da província da Galécia e, no mesmo século, a Diocese de Braga foi criada, sob jurisdição do Bispo Paterno.

Ao domínio romano sucedeu-se a ocupação da cidade pelos Suevos, que a elegeram capital política e intelectual, pelos Visigodos e pelos Muçulmanos, até que, em meados do séc. XI, foi reconquistada pelos cristãos e a arquidiocese restaurada pelo Bispo D. Pedro. Durante o período muçulmano, os bispos mudaram a sua residência para Lugo (Espanha). Em 1112, com o arcebispo D. Maurício Burbino, a história eclesiástica de Braga ganhou relevo. Depois da disputa com a Sé de Compostela, o Papa Inocêncio III autorizou em 1199 a jurisdição de Braga sobre o Porto, Coimbra e Viseu, assim como sobre cinco dioceses em Espanha.

A Sé de Braga, a mais antiga do país, foi a maior referência religiosa em Portugal ao longo dos séculos e o dito popular "mais velho do que a Sé de Braga", para referir alguma coisa com muito tempo, é elucidativo do seu valor. Sempre marcada pela acção eclesiástica, que se reflectiu no enriquecimento da cidade, podemos dizer que o séc. XVI e o séc. XVIII foram as épocas de ouro da sua história e do seu desenvolvimento. Primeiro com a acção do arcebispo D. Diogo de Sousa, o reedificador de Braga, que a partir de 1505 assumiu o governo temporal e espiritual transformando "a aldeia numa cidade" (nas suas próprias palavras) e depois com as iniciativas dos arcebispos D. Rodrigo de Moura Teles e D. José de Bragança impondo o exuberante estilo barroco.

A industrialização e a fixação da Universidade contribuiram muito para o desenvolvimento actual da cidade que se manteve fiel à tradição religiosa secular, revivida intensamente todos os anos durante as Solenidades da Semana Santa e na Festa de São João Baptista, em Junho. São boas oportunidades para conhecer Braga, passeando-se pelo Centro Histórico ou relembrando um dos Caminhos de Santiago que por aqui passava.

Nos arredores, sugere-se ainda o Percurso dos Santuários Marianos e uma visita ao singular Museu dos Cordofones.

atividades de férias
  • Monte do Bom Jesus, Braga
    Monte do Bom Jesus, Bragade: Wigulf src: wmf sob: CC BY-SA 3.0

    Para chegar ao Santuário de Bom Jesus pode ir a pé, de carro ou tomar o funicular, obra notável de engenharia do séc. XIX. Foi o primeiro a ser instalado em Portugal, em 1882, trabalhando ainda com um sistema de água para vencer um desnível de 300 metros em 3 minutos.

    [Santuário do Bom Jesus do Monte - Braga ]
  • Se Catedral em Braga, Portugal
    Se Catedral em Braga, Portugalde: Jose Goncalvessrc: wmf sob: CC BY-SA 3.0

    A Sé de Braga, a mais antiga arquidiocese de Portugal é o ex-libris da cidade. Mandada construir no séc. XII por D. Henrique e D. Teresa, que têm os seus túmulos no claustro, rivalizava o seu poder com a Sé de Santiago de Compostela.

    [Sé de Braga - Catedral de Braga ]

ANZEIGE

Braga

ANZEIGE
autoeurope